© 2016 por Jane Preis Sella.

CLÍNICA AVANÇADA DE OTORRINOLARINGOLOGIA

caomaringa@yahoo.com


Tel: (44) 3266  -1819

      (44) 99852-1819

CIRURGIAS DO NARIZ

      Rinosseptoplastia

    É a cirurgia que alia os princípios de melhora da   funcionalidade respiratória, com a busca de uma estética nasal mais agradável ao paciente. 

 

Por que corrigir as alterações funcionais do nariz (obstrução nasal) durante a cirurgia estética?

Alterações obstrutivas à passagem de ar pelo nariz, como desvios do septo nasal ou aumento das conchas nasais, podem tranquilamente ser corrigidas durante uma cirurgia estética. A concomitância dos procedimentos é inclusive bem-vinda, já que a presença de uma cirurgia nasal prévia geralmente dificulta uma segunda operação.

 

No que se baseia a cirurgia estética do nariz?

Uma vez corrigidas as alterações funcionais, pode-se lançar mão de diversas técnicas que possibilitam a harmonização do nariz com o rosto do paciente. A mudança do aspecto do nariz se baseia na alteração de posição e forma das estruturas que o compõem, ou seja, suas cartilagens, ossos e tecidos moles. Sendo assim, o processo consiste num delicado alinhamento e remodelamento das pequenas estruturas que formam o nariz.

 

É necessário que se permaneça muito tempo em repouso após uma rinosseptoplastia?

O pós-operatório varia bastante de acordo com o tipo de alteração corrigida na cirurgia. Na maioria dos casos é necessário um repouso em casa de pelo menos 5 dias. O inchaço resultante da cirurgia tem regressão lenta e progressiva, devendo-se evitar esforço físico no primeiro mês de pós-operatório. Atividades como a corrida ou esportes de contato, devem ser evitados por pelo menos 6 semanas.



        

Correção do desvio de septo (Septoplastia) eTurbinectomia

       Tem como Objetivo a respiração do paciente. Pacientes com queixa de obstrução nasal crônica( nariz tampado), associado ou não a roncos, que não melhoram com o tratamento clínico, e que apresentam desvio de septo.

Este tipo de alteração da anatomia interna do nariz leva à dificuldade na passagem do ar por uma ou ambas fossas nasais. Este defeito do septo nasal, quando identificado como causa dos sintomas do paciente, pode ser corrigido cirurgicamente através da septoplastia.

 

       Todo o procedimento é realizado por dentro do nariz, de preferência com uma câmera denominada endoscópio, de forma que o paciente não apresenta cicatrizes no pós-operatório. A septoplastia é feita com intuito de retirar as áreas ósseas e cartilaginosas em que o septo encontra-se desviado, tornando-o centrado. Existem diversas técnicas atualmente realizadas, e normalmente são escolhidas de forma a adequar-se ao tipo de desvio do paciente em questão.

       Apesar de serem cirurgias consideradas de curta duração, atualmente a maioria das septoplastias são realizadas sob anestesia geral. Em casos indicados, este procedimento é associado à turbinectomia (ressecção das conchas nasais) para proporcionar maior facilidade à passagem do ar.

     Vídeo Cirurgia Nasossinusal

(ou cirurgia Endoscópica Nasal)

 

Trata-se de um procedimento cirúrgico que é realizado através das narinas com o auxílio de endoscópio rígido, acoplado a um sistema de vídeo (videocirurgia endoscópica). Permite a abordagem cirúrgica mais precisa das estruturas nasais e dos seios da face.

           A cirurgia endoscópica endonasal é utilizada para tratar diversas doenças nasossinusais como:

  • Rinossinusite cronica com e sem Polipose nasossinusal

  • Tumores nasossinusais (Pólipos nasossinusais, Pólipo Antro-Coanal, Papiloma Invertido, Nasoangiofibroma, entre outros)

  • Controle de epistaxes (sangramento nasal) severas, entre outros

  • obstrução das vias lacrimais (dacriocistorinostomia)

  • oftalmopatia de Graves,

  • tumores de hipófise,

  • cirurgias de base de cranio

  • Fistulas nasoliquoricas

  • malformação nasossinusais.